16
Sun, Jun

O programa de combate ao Aedes aegypti, mosquito transmissor da dengue, chikungunya e vírus da Zica atingiu mais de 1,2 milhões de residências em São Luís. No mesmo período, foram realizadas 665 ações educativas, 17 mutirões e campanha de mobilização social, beneficiando todos os bairros da cidade.

Atuam no programa 441 pessoas envolvidas diretamente em ações que vão desde a visita de agentes de endemias que percorrem casas e outros imóveis, passando pela desinfecção de reservatórios e orientação às comunidades até o monitoramento de locais com potencial para abrigar o mosquito.
As ações de combate ao mosquito resultaram na contenção de focos, desinfecção de reservatórios e orientação às comunidades.


Foram realizados Levantamento Rápido de Índice para Aedes aegypti (LIRAa) com visita domiciliar e tratamento de focos em mais de 1,2 milhões de imóveis na capital. O método é determinado pelo Ministério da Saúde e dever ser seguido no planejamento de combate ao mosquito. Ainda na estatística somaram cinco ciclos com 20 inspeções e 10 tratamentos em pontos estratégicos, alcançando mais de 228 mil depósitos.


Residências, locais com reservatórios, ferros velhos, borracharias, sucatões, áreas de descarte irregular de lixo e terrenos baldios foram alguns dos pontos monitorados durante as ações das equipes de combate à Dengue. Seguindo diretriz do Ministério da Saúde, são promovidas atividades de rotinas com visita domiciliar, tratamento de focos, cloração da água, ações de educação e mobilização em saúde.


Entre as medidas preventivas executadas está também a manutenção de 326 pontos estratégicos (PEs) para recolhimento de pneus sem utilização. Os locais incluem borracharias e oficinas mecânicas da capital, escolhidos a partir de mapeamento feito pela Secretaria de Saúde (Semus) sobre os lugares com maior incidência de casos de dengue. Cerca de 300 pneus são coletados diariamente e, por mês, os números oscilam de 5 mil a 10 mil pneus.

A edição do Mirante Rural deste domingo (25) mostrou que na cidade de Açailândia, situada no oeste do Maranhão, um projeto que visa a construção de estufas voltado para o cultivo de hortaliças está garantindo renda para cerca de 80 famílias na Vila Ildemar. Um dos objetivos do projeto é desenvolver a agricultura familiar sustentável.

Também foi assunto do programa que pequenos investimentos estão fazendo a diferença nas áreas plantadas com hortaliças no município de Imperatriz, situado a 626 km de São Luís. A ideia tem dado tão certo que o número de pequenos lavradores investindo no setor aumentou ao longo deste ano.

No Vale do Pindaré produtores que fazem parte do programa de aquisição de alimentos estão investindo em novas técnicas de plantio. Tudo isso com o objetivo de melhorar a produção na região.
Outro assunto mostrado no atrativo foi que com a chegada das chuvas na região leste do Estado agricultores familiares começam a receber sementes de milho para o plantio visando à safra de 2017. Mas segundo os produtores, a quantidade distribuída até o momento pelo governo estadual não deve ser suficiente.

O Plenário aprovou na manhã desta quarta-feira (21), na Assembleia Legislativa do Maranhão, em São Luís, o Projeto de Lei nº 184/2016, que estima a receita e fixa a despesa do Estado do Maranhão para o exercício financeiro de 2017.  A proposta prevê uma receita total estimada em R$ 18.261.620.064,00.

O Projeto de Lei Orçamentária Anual contém as diretrizes a serem cumpridas no próximo ano quanto aos gastos públicos do Estado. A peça orçamentária foi aprovada com alterações pela Comissão de Orçamento, Finanças, Fiscalização e Controle e segue para sanção.
saiba mais

Foram aprovadas emendas para a destinação de recursos para a conclusão da sede do Ministério Público do Maranhão, recursos ao Poder Judiciário e ao Tribunal de Contas do Estado (TCE) para concessão de reajuste salarial e detalhamento de orçamento para realização de concurso público no Detran-MA.


O orçamento estimado para área de Saúde é de R$ 1.849.428.915 (um bilhão, oitocentos e quarenta e nove milhões, quatrocentos e vinte e oito mil e novecentos e quinze reais) e da Educação R$ 2.655.361.241 (dois bilhões, seiscentos e cinquenta e cinco milhões, trezentos e sessenta e um mil e duzentos e quarenta um reais).

A Universidade Federal do Maranhão (UFMA) realizará concurso público para o preenchimento de cargos técnico-administrativos em educação para o quadro de pessoal permanente. As inscrições vão até o próximo dia quatro de fevereiro.


As vagas serão distribuídas entre os cargos de nível de classificação “D” e cargos de nível de classificação “E”. A taxa de inscrição para os cargos de nível de classificação “D” será no valor de R$ 54,00 e para os cargos de nível de classificação “E” a taxa será de R$ 91,00.
Para os candidatos que prestarem o seletivo para as vagas de nível de classificação “D” os cargos serão destinados aos profissionais de Assistente em Administração, Desenhista de Artes Gráficas, Técnico de Laboratório, Técnico de Tecnologia da Informação, Técnico em Agropecuária, Técnico em Contabilidade, Técnico em Enfermagem, Técnico em Nutrição e Dietética, Técnico em Segurança do Trabalho e Técnico em Som.


Os candidatos que decidirem prestar o concurso para as vagas de nível de classificação “E” os cargos serão voltados para os profissionais das áreas de Administrador, Assistente Social, Auditor, Bibliotecário-documentalista, Diretor de Produção, Editor de Publicações, Engenheiro, Farmacêutico Bioquímico, Odontólogo, Pedagogo, Psicólogo, Químico, Regente, Secretário Executivo e Zootecnista.


Todos os candidatos aprovados serão deslocados nos campi situados em São Luís, Imperatriz, Chapadinha, Codó, Bacabal, Pinheiro, Grajaú, São Bernardo e Balsas.


Outras informações podem ser obtidas no site do certame.

O Instituto Federal do Maranhão (IFMA) divulgou o edital do Processo Seletivo para cursos técnicos que vão ser oferecidos a partir do segundo semestre deste ano. Serão oferecidas 1040 vagas distribuídas em 12 municípios do Estado. As inscrições vão de 16 de fevereiro a 6 de março e a prova será realizada em 17 de abril.


As vagas serão destinadas para os campi dos municípios de Barreirinhas, Carolina, Coelho Neto, Grajaú, Pedreiras, Porto Franco, Rosário, São João dos Patos, São José de Ribamar, São Raimundo das Mangabeiras, Timon e Viana.


O valor da inscrição do seletivo é de vinte reais. Caso o candidato pretenda concorrer às vagas com isenção de pagamento da taxa, deverá preencher o formulário eletrônico, disponível no site do IFMA, no período de 2 a 12 de fevereiro. A isenção também pode ser solicitada de forma presencial nos campi onde serão ofertados os cursos.


Além da isenção de taxas, o IFMA adota o sistema de cotas. Em cada curso, 50% das vagas serão destinadas aos candidatos egressos de escolas públicas e 5% serão destinadas aos candidatos com deficiência.


Serão ofertados cursos de Agenciamento de Viagem, Restaurante e Bar, Meio Ambiente, Automação Industrial, Administração, Agronegócio, Informática, Petróleo e Gás, Eletromecânica, Rede de Computadores, Vestuário, Informática para Internet, Geoprocessamento, Edificações, Análises Químicas e Recursos Humanos.


Os cursos serão oferecidos nas formas simultânea e subsequente ao Ensino Médio. Na forma simultânea, o estudante faz o curso técnico no IFMA e o Ensino Médio em outra instituição de ensino. Já a forma subsequente é para aqueles que já concluíram o Ensino Médio e pretendem obter uma formação profissional.
O seletivo terá provas com 40 questões de múltipla escolha, sendo 20 de Língua Portuguesa e 20 de Matemática.

O conteúdo programático e outras informações podem ser obtidos no edital do concurso

Pagina 2 de 3